Pé Plano Infantil: Quando me preocupar?

16/07/2017

Pé plano é aquele com ausência ou diminuição do arco medial plantar (curvinha do pé), também conhecido como pé chato, pé pronado ou pé valgo.
É normal, o recém-nascido ter pés planos e durante o desenvolvimento motor da criança, a curvinha medial do pé vai sendo formada, em média a partir dos dois anos, espontaneamente e este desenvolvimento pode ocorrer até os seis anos ou mais.

A principal queixa dos pais é que a criança pisa torto. Mas na maioria das vezes, sem queixa de dor ou, quando ocorre é temporária e com melhora espontânea, sem o uso de analgésicos. Nas deformidades mais severas, é comum a queixa de desgaste excessivo na parte interna dos calçados.

O desenvolvimento anormal do pé é causado principalmente:
Cerca de 15% dos indivíduos permanecem com arcos diminuídos, sendo que a maioria não sentirão dor na adolescência e na vida adulta. 

O desenvolvimento dos membros inferiores da criança só deve ser motivo de preocupação para os pais em casos de dor constante ou deformidades aparentes ou progressivas.

A principal queixa dos pais é que a criança pisa torto. Mas na maioria das vezes, sem queixa de dor ou, quando ocorre é temporária e com melhora espontânea, sem o uso de analgésicos. Nas deformidades mais severas, é comum a queixa de desgaste excessivo na parte interna dos calçados.
O desenvolvimento anormal do pé é causado principalmente:
  • Problemas neurológicos (paralisia infantil, poliomielite),
  • Distúrbios ósseos ou ligamentares (coalizão tarsal, osso navicular acessório).
Cerca de 15% dos indivíduos permanecem com arcos diminuídos, sendo que a maioria não sentirão dor na adolescência e na vida adulta. 

Este tipo de deformação pode ser reversível com uma palmilha personalizada, para a modelagem do arco medial e com a fisioterapia.


Seja o primeiro a ler as novidades!

Posts mais recentes em nosso blog

Leia o que há de novo essa semana

Quem nunca ouviu falar de LER/DORT , siglas recorrente no ambiente de trabalho? cerca de 100 mil pessoas são afastados a cada ano no Brasil. fora os gastos que as empresas tem com funcionários doentes.

Uma pesquisa recente realizada por Advil com o apoio do Ibope Conecta mostra que, quando o assunto são as dores nas costas e musculares, manter uma boa postura corporal no dia a dia é a principal atitude para impedir que os incômodos apareçam. Além disso, para evitar as dores musculares, praticar atividade física regularmente é uma atitude...